Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultas de Nutrição | Nutricionista Maria Gama


Fotografia de Rita Barreto | Still Photography

Sou a Maria, Nutricionista e dou Consultas de Nutrição em vários locais, como podem ver em baixo. Há também a possibilidade de consultas online :)
 
Para marcação de consultas e/ou informações:

Email: mariagama@poetenalinha.pt |

Telemóvel: +351 927 508 410

 

Consultórios

 

  • [Parede] - Clínica de ORL e Audiologia Dr. José Luis Reis | Centro Comunitário da Parede
  • [Parque das Nações] - Consultório D. João II
  • [São Sebastião] - Consultório Podal
  • [Vila Franca] - Labodiag

 

Sigam a nossa página no facebook e no instagram 😍 

Para marcação de consultas e/ou informações:

Email: mariagama@poetenalinha.pt |

Telemóvel: +351 927 508 410



Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! 



Receitas | 3 truques para fazer panquecas




São uma ótima forma de começarmos o nosso dia, de fazermos um lanche diferente, ou quem sabe, apresentar aos nossos convidados num brunch...?! Super fáceis de fazer, não demora tempo nenhum e o importante é saberem que todas as receitas são versáteis. 
 
Normalmente utilizo sempre farinha de aveia ou flocos de avei para a base, podendo claro, alterar consoante o seu gosto. 
 
  • Consistência cremosa: É importante que a consistência não fique líquida, senão as panquecas vão colar à frigideira e não vai dar para virar. Normalmente digo, e por comparação, que o preparado tem de ficar como se fosse um iogurte depois de mexido.
  • Com sabor: Se juntar apenas os flocos ou farinha de aveia com água e ovo, o sabor das próprias panquecas não são nada de especial. Quando opto por fazer assim, acompanho normalmente com um iogurte e uma peça de fruta. E claro, polvilho com canela :) Se pelo contrário, quero dar um sabor mais adocicado às panquecas, costumo colocar 1/2 banana, laranja ou maçã no próprio preparado. 
  • Textura das próprias panquecas: Por vezes utilizo fermento para ficar com panquecas mais fofas, as quais aguentam mais tempo no frigorífico sem ficarem duras. No entanto, se não utilizar coloco um pouco mais da massa para ficarem mais altas. 

Na realidade,  utilizo quase sempre a mesma base: Farinha de aveia/flocos de aveia (3 colheres de sopa) + 1 ovo + 100 ml de água/bebida vegetal/leite magro + sementes de girassol/linhaça. Depois adiciono fruta ao meu gosto ou até cacau ou farinha de alfarroba. Vou deixar aqui o meu vídeo para verem como as faço :)

 

Façam panquecas em grande quantidade, que dá para imensos dias. O objetivo não será andarem a fazer panquecas todos os dias (têm mais que fazer:)), mas podem ficar no frigorífico e depois podem até aquecer no microondas e irem comendo ao longo da semana. Além disso, uma boa hipótese também para os pequenos-almoços e lanches das crianças. 

Se quiserem ter acesso a várias receitas de panquecas, vejam aqui. O que também é importante e facilita muito os nossos lanches é ter marmitas e estou tentada a comprar esta que que vos deixo a imagem. Dá para levar a comida para o dia todo, ou seja, dá imenso jeito para quem passa o dia todo fora de casa :)

 

 
 
Sigam a nossa página no facebook e no instagram 😍 

Para marcação de consultas e/ou informações:

Email: mariagama@poetenalinha.pt |

Telemóvel: +351 927 508 410




Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! 


Dicas | 3 truques para combater a obesidade infantil

 

Os hábitos alimentares em casa são fundamentais para a alimentação das nossas crianças. Ou seja, os pais e educadores têm uma influência bastante importante para as preferências e hábitos alimentares das crianças. Nesse sentido, é fundamental que consigamos promover estilos de vida saudáveis. E não, não me refiro a proibir tudo às crianças, mas fazê-las ver que temos de comer equilibradamente e de tudo um pouco.

Dicas:
  • Horários definidos para as refeições em família: É o momento em que todos nos juntamos e partilhamos como foi o nosso dia. É o momento em que as crianças vêm os adultos a comer, e por isso mesmo, essencial para fazer escolhas acertadas.
  • Todos comem sopa, e não só  as crianças. Os pais são um exemplo, pelo que não vale de nada obrigar as crianças a comerem sopa se nunca o faz. O mesmo se passa para o consumo de hortícolas e verduras.
  • Se a criança não gosta de um alimento à primeira, não desista. Dê-lhe a experimentar cerca de 10 vezes. Pode sempre confeccionar de diversas formas para ganhar novos sabores e texturas.
  • Não opte pela recompensa alimentar! As crianças têm de ter uma alimentação saudável todos os dias! Não podem ver o consumo de legumes ou verduras associada a um presente.
  • Limites! Os alimentos menos saudáveis, normalmente ricos em açúcar em gordura devem representar a exceção e não a regra.

Se quiser ver mais publicações, aqui ficam algumas, é só carregar:

Dicas para as crianças comerem fruta e legumes

Como escolher cereais para os seus filhos

5 pequenos-almoços para crianças

Marmitas saudáveis para o seu filho 


Sigam a nossa página no facebook e no instagram 😍 
 

Para marcação de consultas e/ou informações:

Email: mariagama@poetenalinha.pt |

Telemóvel: +351 927 508 410





Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! 



Pág. 3/3