Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

NOVIDADE | Workshop Pequenos-almoços e snacks saudáveis

   
WS1.png
 
Sem ideias para o seu pequeno-almoço? De lanches saudáveis?
  
Então não perca o workshop pequenos-almoços e snacks saudáveis na próxima quarta-feira!

17 de Maio das 19h00 às 21h00 na Mercearia Saloia 👌👌
 
Vagas limitadas! Garanta já o seu lugar!
 
Inscrições através de mariagama@poetenalinha.pt

 

 

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! 

LOGO_HORZ_P&V.png

 

 

Perda de peso | Testemunho da S.

 

 

S2.jpg

 

"Nunca fui uma pessoa que se possa considerar ter peso a mais. Nem a “olho nu”, nem na balança. Tenho 33 anos, 1,63 m e o meu peso raramente excedeu os 60kg.

 

Nunca me senti mal com a minha relação com a comida, porque adoro comer! Como com e por prazer, como de mais porque me sabe bem e como de tudo porque me sabe ainda melhor. Tive sempre a sorte de nunca ter tido nenhuma restrição alimentar por motivos de saúde, estou grata por isso e continuarei a estar. A minha relação com a comida sempre foi de “encher a barriga” e os meus 60kg acompanhavam-me nesta vida feliz.

 

Em dezembro de 2015, de repente, a roupa não me servia e sentia-me mal com o meu peso. Pesava 73,300kg! Assustei-me, confesso. 13kg era o que me separava de mim. Isso mesmo, já não me reconhecia no meu corpo.

 

Começaram as ideias de ter que cortar em alguma coisa: doces, pão, salgados… começaram as dúvidas, como fazer? Uma certeza: não quero fazer dieta! A dieta, na minha cabeça, só pode vir associada a um problema de saúde. Depois de um tempo, marquei consulta numa Nutricionista, sem qualquer tipo de referência, marquei porque já não estava a aguentar-me naquele peso e naquele corpo.

 

Dia 8 de fevereiro de 2016 conheci a Maria! Conheci a Maria e a balança marcava 72,200kg.

 

A minha vida mudou e mudou para melhor, acho que lá em casa a vida mudou para melhor. Uma coisa foi certa desde o primeiro minuto: não vamos fazer dieta, vamos mudar os hábitos alimentares. Não um mês nem dois, todos os dias. Tive consultas todos os meses, uma por mês, os resultados das minhas mudanças alimentares foram aparecendo logo e foram continuando ao longo do tempo. Nunca passei fome (e ainda bem!), não deixei de comer com prazer e por prazer, não deixei de comer nada que se deva comer. A Maria ajudou-me a fazer opções certas, a conseguir planear as minhas refeições de forma mais correta e a perceber que se pode comer tudo desde que haja uma alimentação saudável por base. Não temos que comer cereais caros e modernos, não temos que deixar de comer carne ou pão, não temos acabar com o leite. Temos que saber fazer as escolhas certas. Dentro das minhas preferências e de acordo com as coisas que mais gosto a Maria ajudou-me a comer bem e pôs-me na linha!

 

Os meus amigos, a minha família e a minha mãe (principalmente e minha mãe), foram determinantes para a minha mudança e acho que estamos todos realmente, felizes com isso!

 

S1.jpg

 

A minha última consulta foi no final do mês de junho de 2016 e já passaram 6 meses. Hoje pesei-me em casa: 57,300kg foi o que me disse balança, não fui eu! Agora só volto a ter consulta em outubro. Até lá, o facto de poder estar sempre em contacto com a Maria faz diferença, caso tenha alguma dúvida, se não tiver certa da compra de algum produto alimentar, esta possibilidade deixa-me mais tranquila.

 

Vou continuar a ser chata e aconselhar a toda a gente um acompanhamento individualizado e especializado. Penso que ainda vou a meio do processo, esta fase foi determinante por ser a que, aparentemente, tem mais impacto. A perda de peso foi só uma fase do processo espero conseguir continuar na linha e a alimentar-me numa vida saudável!

Obrigada Maria!

[03/08/2016]"

 

Obrigada Sara pelo seu testemunho e parabéns por todos os resultados que conseguimos até agora! :)

 

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! 

LOGO_HORZ_P&V.png

 

12 ideias de prendas para uma mãe...SAUDÁVEL

FullSizeRender.jpg

Está-se a aproximar o dia da mãe e normalmente gostamos de fazer alguma coisa especial.. adivinhei? Ou almoçar, ou jantar, ou lanchar, ou ir dar um passeio... alguma coisa que nos permita sair do stress do dia-a-dia e fazer alguma coisa de diferente, já que muitas vezes acabamos por nos acomodar ao nosso dia-a-dia e acabamos por não o fazer.

 

Mas, mesmo com um dia diferente, também gostamos de oferecer um miminho à nossa mãe, mesmo que seja pequenino. No entanto, sou contra consumismos e acho que muitas vezes caímos no exagero. Acho super importante oferecermos coisas úteis e que realmente sejam necessárias.

Por isso mesmo, deixo aqui algumas ideias de prendas saudáveis, utensílios e ideias que podem fazer parte do nosso dia-a-dia. As ideias que vou colocar em baixo são realmente algumas coisas que se fosse eu, não me importava nada de receber :) Dou ideias tanto para promover a alimentação saudável como para promover a prática de exercício físico.

 

Vamos lá aos exemplos:

  • Frutos oleoginosos: São um alimento que não é propriamente barato e que muitas vezes se deixa de comprar. Poderiam fazer ums mix de frutos oleoginosos, colocar num frasco, com um enfeite bonito... e assim fica, uma prenda super original e útil.
  • Granola: Façam a vossa granola caseira (receita aqui), coloquem num frasco bem fechado e ofereçam. Uma forma de variar as refeições e de ser uma prenda feita por vocês :) Tem muito mais valor.
  • Vaso com ervas aromáticas: Que tal? É ótimo conseguirmos cultivar alguma coisa em casa, nem que sejas ervas aromáticas... Até acaba por dar cor à nossa casa, à nossa cozinha e aos nossos pratos :)
  • Garrafa de água (térmica)
  • Marmita para levar as refeições para o trabalho (KEAT aqui)
  • Livros com receitas saudáveis
  • Utensílio de cozinha que permita facilitar a confeção dos alimentos (Spiralizer)
  • Uma caixa em madeira com vários tipos de chás ou infusões e com algumas descrições de quando utilizar.
  • Podómetro
  • Corda de saltar à corda (podemos sempre fazer exercício físico em casa)
  • Consoante o desporto praticado, algum equipamento necessário (calças, t-shirt, braçadeira para colocar o telemóvel)
  • Oferta de um mês num ginásio ou noutro tipo de desporto consoante o gosto: Incentiva à prática de exercício físico :)

 

Caso queiram oferecer outra coisa, também deixo aqui algumas ideias que acho super super giras, e que com as frases que têm, são inspiradoras :) Se carregarem nas imagens têm acesso a todos os outros produtos.

 

 

 

 

 Sigam a nossa página no facebook e no instagram 😍 
Para marcação de consultas e/ou informações:
Email: mariagama@poetenalinha.pt |
Telemóvel: +351 927 508 410
 
 
Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! 

 

Dicas | 3 truques para fazer panquecas para as crianças

2017_01_Poe_te_na_linha_Pequeno_Almoco_web-77.jpg

 

São uma ótima forma de as crianças começarem o dia, de fazerem um lanche diferente. Super fáceis de fazer, não demora tempo nenhum e o importante é saberem que todas as receitas são versáteis. Já pensaram que pode ser um lanche para mandar para a escola? É só colocar numa marmita ou num saco ´zip´para ser de mais fácil transporte. 
 
Normalmente utilizo sempre farinha de aveia ou flocos de avei para a base, mas podem alterar consoante o vosso gosto e dos mais pequenos aí de casa!
 
  • Consistência cremosa: É importante que a consistência não fique líquida, senão as panquecas vão colar à frigideira e não vai dar para virar. Normalmente digo, e por comparação, que o preparado tem de ficar como se fosse um iogurte depois de mexido/batido.
  • Com sabor: Se juntar apenas os flocos ou farinha de aveia com água e ovo, o sabor das próprias panquecas não fica nada de especial. Quando fizerem assim, as crianças poderão acompanahr com um iogurte e uma peça de fruta por exemplo.  Se pelo contrário, querem dar um sabor mais adocicado às panquecas, adicionem uma fruta doce, como 1/2 banana, laranja ou maçã no próprio preparado. 
  • Textura das próprias panquecas: Podem utilizar fermento para ficar com panquecas mais fofas, as quais aguentam mais tempo no frigorífico sem ficarem duras. No entanto, se não quiserem utilizar podem colocar mais massa para ficarem mais altas. 

Na realidade,  utilizo quase sempre a mesma base: Farinha de aveia/flocos de aveia (3 colheres de sopa) + 1 ovo + 100 ml de água/bebida vegetal/leite magro + sementes de girassol/linhaça. Depois adiciono fruta ao meu gosto ou até cacau ou farinha de alfarroba.
 
Façam panquecas em grande quantidade, que dá para imensos dias. O objetivo não será andarem a fazer panquecas todos os dias (têm mais que fazer:)), mas podem ficar no frigorífico e depois podem até aquecer no microondas e irem comendo ao longo da semana. 

 

  • Se quiserem ter acesso a várias receitas de panquecas, vejam aqui.
  • Dicas para aplicar no pequeno-almoço do seu filho, aqui.
  • Dicas para ajudar as crianças a gostar de sopa, aqui.
  • Dicas para escolhas saudáveis quando vai ao restaurante com as crianças, aqui. 
  • Dicas para escolhas saudáveis quando vai pastelaria com as crianças, aqui.

 

Façam com que as crianças participem na cozinha, para ficarem interessados pelos alimentos, pelas cores, pelas texturas. Aqui ficam algumas ideias de livros que vos podem ajudar a cozinhar com os mais pequenos:

 

 

Sigam a nossa página no facebook e no instagram 😍 
 

Para marcação de consultas e/ou informações:

Email: mariagama@poetenalinha.pt |

Telemóvel: +351 927 508 410

 

 Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! 

LOGO_HORZ_P&V.png

Pág. 2/2